top of page

Conheça 10 cultivares de soja para sua colheita render mais

Atualizado: 3 de fev. de 2023

A produção de soja é extremamente importante para a economia e coloca o Brasil em lugar de destaque no cenário mundial. Dados da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) apontam que o país foi quem mais produziu o grão em 2020, quando colheu mais de 124,8 milhões de toneladas em 39,95 milhões de hectares de área plantada.

Os números alcançados no ano passado são expressivos e devem se manter altos nos próximos anos, mas para que as expectativas se confirmem o produtor precisa estar atento a alguns detalhes na escolha da cultivar ideal. O avanço da tecnologia e a qualidade das sementes são fatores fundamentais que devem ser levados em consideração nessa hora.

A Caluba Sementes tem as melhores soluções, onde a resistência contra doenças e a adaptação fácil a várias regiões do Brasil estão entre as qualidades e são diferenciais na hora de escolher a cultivar ideal. Assim, elencamos 10 cultivares para que as safras dos produtores vendam cada vez mais:  

  1. FPS 2063 IPRO: ideal para regiões baixas e quentes, onde há a possibilidade de abertura de plantio com bom engalhamento e alto PMS. Além disso, é resistente a quatro doenças (cancro a haste, fitóftora, pústula bacteriana e mancha olho de rã) e pode ser plantada em estados como RS, SC, PR, regiões de SP e MS.

  2. FPS 1867 IPRO: ideal para regiões quentes que pode ser plantada no RS, SC, PR, boa parte de SP e MS, além de algumas regiões de MG, GO e MT. Um cultivar que resiste a doenças como cancro a haste, fitóftora, pústula bacteriana e podridão parda da haste.

  3. NEO 660 IPRO: entre os pontos fortes desta cultivar estão o teto produtivo, a responsividade e o engalhamento. A cultivar demonstra excelente resistência a cancro a haste, fitóftora, pústula bacteriana e mancha olho de rã.

  4. NEO 610 IPRO: com resistência a cancro a haste, fitóftora, pústula bacteriana, mancha olho de rã, morte de plantas e acamamento, essa cultivar também possui alto teto produtivo, porte controlado, sanidade da raiz e moderna arquitetura de planta.

  5. NEO 580 IPRO: sinônimo de alto desempenho e boa colheita, possui adaptação mais fácil em regiões altas do RS, SC, PR e SP, além de resistência à podridão radicular de Phytophthora (Raça 1), cancro a haste, fitóftora e pústula bacteriana.

  6. INT 7100 IPRO: com alta performance em diferentes ambientes e ampla janela de semeadura, a cultivar pode ser plantada com facilidade no RS, SC, PR, MS, SP, MG e GO. É resistente a cancro a haste, crestamento bacteriano e podridão radicular de fitóftora, além de ter uma resistência moderada a oídio.

  7. NEO 530 IPRO: com elevado potencial produtivo, porte controlado, precocidade, excelente enraizamento e moderna arquitetura de planta, tem resistência comprovada contra cancro a haste e fitóftora, além de resistência moderada contra pústula bacteriana e mancha olho de rã.

  8. FTR 1157 RR: alto potencial produtivo, arquitetura moderna, superprecoce, índice de engalhamento elevado e excelente para abertura de plantio são as principais características dessa cultivar. Além disso, a cultivar é resistente à podridão radicular de fitóftora e possui resistência moderada para nematoide de cisto e nematoide de galhas. Entre as regiões de adaptação estão Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil.

  9. FTR 2155 RR: cultivar com alto potencial produtivo, arquitetura moderna, superprecoce e excelente para abertura de plantio, também possui uma adaptação fácil às regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do país.

  10. INT 6401 IPRO: com fácil adaptação às plantações catarinenses, gaúchas, paranaenses e paulistas, a cultivar conta com altíssimo potencial produtivo, é superprecoce e tem sanidade radicular, além de apresentar resistência à podridão radicular de fitóftora.



Comments


bottom of page